21 798 6781 Marcações
Periodontite
28 setembro 2020 Doenças da Boca

Cor-de-rosa e firmes! Assim são as gengivas saudáveis, e por isso se passarem a vermelhas, começarem a inchar, retrair ou sangrar… convém consultar de imediato um médico dentista porque pode tratar-se de periodontite, uma doença das gengivas!

A doença periodontal afeta cerca de 50% da população mundial e é a principal causa de perda de dentes em adultos.

Por isso, não arrisque! Se detetada atempadamente, a periodontite pode ser travada, mas se continuar a adiar essa visita ao médico dentista, esse problema nas gengivas pode fechar o seu sorriso e gerar uma série de outros problemas de saúde.

 

O que é periodontite?

A Periodontite é uma doença gengival que destrói os tecidos e ossos que suportam os dentes. Por outras palavras, trata-se de uma infeção bacteriana ao redor do dente provocada por algumas bactérias que constituem a placa bacteriana (substância pegajosa de cor esbranquiçada e amarelada que adere aos dentes) e que resultam num quadro de gengivite que afeta as gengivas e os ossos que sustentam os dentes. 

Se não for diagnosticada e tratada a tempo, a periodontite pode levar à perda de dentes e até afetar a saúde em geral. E isso porque como o periodonto é o responsável por proteger os dentes de diferentes agressões bacterianas, quando está inflamado, acaba por destruir as estruturas das gengivas, separar as gengivas dos dentes e criar pequenos espaços onde mais placa bacteriana fica acumulada. 

À medida que a doença progride, os tecidos que circundam o dente incluindo o osso sofrem degradação, pelo que a ausência de tratamento permite a evolução da doença.

Uma das características dos dentes com periodontite é a mobilidade dentária - dentes que abanam e podem eventualmente cair. 

 

Sintomas de periodontite

Regra geral, a doença periodontal é considerada uma doença silenciosa pois apresenta sintomas pouco evidentes, por isso é tão importante consultar o seu médico dentista regularmente. 

Ainda assim, existem alguns sinais de alerta - muito semelhantes aos sintomas de gengivite - que anunciam o aparecimento da periodontite, a forma mais severa de doença gengival, nomeadamente:

  • Sangramento das gengivas.
  • Retração das gengivas.
  • Sensibilidade e/ou dor nas gengivas.
  • Gengivas vermelhas.
  • Mau-hálito persistente.
  • Supuração ou pus entre o dente e a gengiva.
  • Mobilidade dos dentes.

Causas da periodontite

A má higiene dentária que resulta na placa bacteriana, é a principal causa da periodontite já que permite o desenvolvimento de tártaro nos dentes, dando origem à chamada gengivite que - à falta de um tratamento dentário adequado - pode evoluir para doença periodontal.

Mas existem outras causas da periodontite ou fatores de risco, como por exemplo:

  • Predisposição genética.
  • Tabaco.
  • Stress.
  • Alguns tipos de medicamentos como imunossupressores.
  • Doenças sistémicas como a diabetes.
  • Infeções e doenças que afetam o sistema imunológico.
  • Alimentação deficiente.
Tratamento da Periodontite

Tratamento para a periodontite

Se a doença for detetada a tempo, é possível travar a progressão da periodontite, sim. 

A estratégia terapêutica adequada para tratamento da periodontite consiste, numa fase inicial, na remoção da placa bacteriana da superfície dentária e do sulco gengival e da remoção do tártaro das superfícies das raízes, de forma a impedir o agravamento da doença.

Neste caso, o paciente não deve descurar consultas de manutenção de 6 em 6 meses, aproximadamente, pois estas consultas são extremamente importantes para garantir que existe uma correta higiene oral e para detetar atempadamente a reativação da doença.

Em fases mais avançadas, o tratamento para a periodontite inclui tratamento cirúrgico que permitem levantar e descolar ligeiramente a gengiva de modo a garantir a limpeza de zonas mais profundas.

 

Como prevenir a periodontite?

Para prevenir a periodontite deve investir numa boa higiene oral e em visitas regulares ao seu médico dentista. Estas são as duas regras de ouro para manter as gengivais saudáveis! 

Em relação à higiene oral, aconselhamos a escovagem dos dentes após as refeições e o uso de fio dentário para remover resíduos que se possam instalar em zonas de difícil acesso, pois a placa bacteriana não se acumula apenas nos dentes, mas também no espaço entre as gengivas e os dentes!

Vigie a sua boca, pois gengivas saudáveis não sangram nem ficam vermelhas.

No que toca a visitas regulares ao médico dentista, aconselhamos a marcação de consultas periódicas para observação e avaliação do estado das gengivas e, se necessário, para limpeza de dentes profissional com remoção da placa bacteriana.

Lembre-se que, não obstante os seus esforços com uma boa higiene oral, é muito difícil conseguir a eliminação completa da placa bacteriana em casa. 

A conjugação entre uma higiene oral diária e a limpeza de dentes profissional e periódica numa clínica dentária, é a melhor solução para manter a boca saudável!

 


Bibliografia:

Tratado de Periodontia clínica e implantologia clínica, Jan Lindhe
OMS -  www.who.int

Marta Rasteiro

Marta Rasteiro

OMD 7824

• Licenciada em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa;

• Master em Ortodontia e Ortopedia Dentofacial pela Universidade de Madrid em colaboração com a Gnathos Fundacción;

• Pós-Graduação em Ortodontia e Ortopedia Dentofacial pela Fundacción Gnathos em 2013.

Marcar consultas de especialidade é muito fácil

Preencha o nosso formulário e receberá a confirmação da consulta no seu email

marcações online